fbpx

3 vezes que tentaram me derrubar (mas não conseguiram)

3 vezes que tentaram me derrubar, mas não conseguiram

Fala, galera! Vou contar hoje pra vocês sobre as 3 vezes que tentaram me derrubar, mas não conseguiram.

Pois é, quem escolhe esse caminho sabe o quanto é difícil e sacrificante.

Além dos problemas habituais que todo estudante tem, ainda tem aquelas pessoas que querem te colocar pra baixo. Pois é, comigo não foi diferente.

Lembro-me de quando eu estava estudando para o EsSA, ainda com 17 anos de idade, fui procurar um amigo que também estava estudando para esse concurso.

Minha intensão era receber alguma orientação dele, pois ele já estava estudando, como diz o ditado, já estava com meio caminho andado. Pensei que me daria umas dicas legais, como por onde começar a estudar etc.

Ledo engano. Sabe o que ele fez? Jogou terra no meu entusiasmo, tocou o terror mesmo e encerrou o discurso dizendo que eu teria que tentar uns 5 nos seguidos para conseguir passar no concurso.

Depois da conversa seria normal qualquer um sair desanimado, até mesmo desistir de estudar para aquele concurso específico. Mas eu não sou qualquer um, e nem você.

Essa foi uma das 3 vezes que tentaram me derrubar, mas não conseguiram.

Confesso que saí chateado, mas não por causa do que ele disse, mas pelo fato dele ter agido daquela forma. Fiquei decepcionado com ele, de verdade. Eu jamais teria uma postura daquela com ninguém, quanto mais com um amigo!

Mas como toda tristeza sempre se transformou em combustível para eu seguir em frente, decidi estudar sozinho, lendo a teoria e fazendo questões. Resultado: passei de primeira.

Se eu fosse confiar no que ele disse, talvez eu nunca teria feito o concurso para EsSA. Percebi que confiar em mim mesmo era o que realmente importava durante a minha jornada de concurseiro.

Além desse caso, tive outro parecido, dessa vez com uma parente minha. Mais uma história sobre as 3 vezes que tentaram me derrubar, mas não conseguiram.

Na época em que eu estava na Escola de Sargento (EsSA) percebi que muitos ali estavam estudando para concurso, mas precisamente para a área fiscal. Fui me inteirar das vantagens e fiquei empolgado com o cargo de Auditor Fiscal.

Então decidi ser Auditor. Para isso percebi que ter um curso superior em Ciências Contábeis era crucial. Dessa forma, ainda no Exército, resolvi estudar para o vestibular da UnB, pois morava em Brasília na época.

Logo, em um jantar na casa dessa minha parente, resolvi comentar minha decisão super empolgado: faria vestibular para Contábeis e seria Contador para, mais na frente, ser Auditor Fiscal.

Sabe qual foi a reação dela? A pior possível. Ela me disse que eu não tinha chances de passar na UnB porque eu havia estudado em escola pública grande parte da minha vida, que eu levaria anos para conseguir entrar, caso eu entrasse.

Ela tentou colocar na minha cabeça, a qualquer custo, que eu não conseguiria. Fiquei chateado, com certeza. Mas não me abalei, pois da minha capacidade, além de confiar 100% na minha força de vontade.

No mesmo ano passei na UnB, de primeira.

Outra que aconteceu comigo foi quando eu também estava no Exército, já querendo ser Auditor e estudando Contábeis. Um Tenente veio me dizer que um concurso para Auditor era impossível para sargentos (eu era sargento), pois era muito difícil.

Não dei a mínima bola. Mirei alto no cargo dos meus sonhos na minha época de concurseiro, segui em frente e consegui. Hoje sou Auditor Fiscal da SEFAZ-PE.

Ralei bastante para chegar até aqui, confiando em mim, e não no que os outros diziam. Graças a todos os perrengues foi que consegui vencer, transformei tudo em impulso para chegar longe.

Tenho muito orgulho da minha história.

Hoje eu dedico grande parte do meu tempo incentivando que você estude. Tenha paciência e força de vontade que você chega lá. Mas de nada vai adiantar se você não tiver confiança em si mesmo.

P.S: o Tenente que disse que concurso de Auditor não era pra Sargento também era concurseiro da área fiscal. Atualmente ele ocupa a parente de Major do Exército brasileiro.

Essas foram as 3 vezes que tentaram me derrubar, mas não conseguiram.

Como diz a música: “Quem acredita sempre alcança!”

Abraços,

Rafael Barbosa.

Prepare-se com o time do Método 4.2!

Baixe nossas planilhas gratuitas e comece a estudar agora mesmo!

Se você tem interesse de ter um acompanhamento individual e personalizado, deixe seu nome da lista de espera e faça parte do programa coaching!

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe seu comentário