fbpx

A Inércia e a Vida de Concurseiro (1ª Lei de Newton)

Você sabe o que tem a ver a Inércia e a Vida de Concurseiro? Pois é, hoje vamos falar de uma lei que é universal, a qual estamos todos sujeitos. Ela não diz respeito a nenhum tratado internacional de direitos humanos aprovados em ambas as Casas do Congresso Nacional, em dois turnos, por três quintos dos votos dos respectivos membros, e também não está sujeita a nenhum controle de Constitucionalidade!

Hoje falaremos da 1ª Lei de Newton! Isso mesmo… aquela da física!! Mas calma, não se assuste!! Não vamos apresentar fórmulas e nem fazer contas, vamos falar do que ela nos traz de ensinamento na preparação para concursos! 

Só pra gente alinhar a conversa e refrescar a memória, veja o que diz a 1ª. Lei de Newton:

“Todo corpo continua em seu estado de repouso ou de movimento uniforme em uma linha reta, a menos que seja forçado a mudar aquele estado por forças aplicadas sobre ele.”

ESTADO DE REPOUSO

Observe que um corpo tende a permanecer em repouso se ele não for forçado a mudar. Quantas vezes não nos vimos nesse estado de inércia, sem saber como agir, por onde começar… E nisso a gente não sai do lugar. É quando a gente resolve estudar para concursos, mas não conseguimos sequer começar, ficamos adiando, sempre arrumando desculpas para se dedicar aos livros.

Ficamos paralisados enquanto não aparece aquela força que faça romper com esse estado de repouso! E se você já saiu desse estágio de repouso, consegue identificar qual(is) força(s) que te colocou(ram) em movimento? Ou se você está tentando começar agora qual(is) seria(m) essa(s) força(s) que te levaria(m) a sair do repouso?

ESTADO DE MOVIMENTO

Mas aí você pode me dizer: “- ah, eu já comecei a estudar… Já sai do estado de repouso e estou estudando!” Ótimo, mas pode ser que esse seu movimento esteja sendo desenvolvido de forma uniforme, sem variação positiva, de um jeito em que os resultados não aparecem.

É preciso que esse movimento ganhe aceleração!

Vamos concordar que estudar de alguma forma é sempre melhor que não estudar nada. E seu seu ritmo é aquele “devagar e sempre”, que não evolui, ainda assim você está num estado de inércia. É aquela situação em que as forças aplicadas apenas vencem as resistências necessárias para manter o movimento. É quando você se organiza para estudar, mas não cumpre o cronograma; começa assistir à videoaula e o pensamento está em outro lugar do planeta; vai resolver questões e na ânsia de terminar o bloco acaba não não lendo o enunciado com atenção e comete erros elementares.

Destaco novamente que estar em movimento é melhor que estar parado, ou seja, estar estudando é melhor que não ter começado.

O problema é que nesse ritmo os resultados tendem a demorar a aparecer e aí pode surgir uma resistência, mais uma força contrária que pode acabar com as suas forças: o desânimo.

Há de se procurar em entender se as forças que estão sendo aplicadas servem apenas para superar as resistências necessárias para manter o movimento, sem gerar aumento da velocidade. Pois, se o deslocamento estiver sendo de forma uniforme, talvez não seja o suficiente para alcançar a aprovação.

VENCENDO A INÉRCIA

Seja quando estamos parados ou quando estamos nos deslocando de forma uniforme, precisamos obter uma força resultante, pois esse será o momento no qual as nossas forças conseguem superar as resistências, vencer a inércia e dar aceleração a esse deslocamento.

Precisamos, portanto, sempre lembrar o que nos motiva a caminhar, temos que sempre refrescar a nossa memória o “porquê” de termos entrado nessa jornada.

Não sei qual o seu caso, mas às vezes a força que utilizamos para vencer a inércia é o sonho de ver o nome estampado no Diário Oficial; ou então ver o seu nome impresso naquele contracheque e poder dar melhores condições para a família; ou usufruir de coisas que não foram possíveis de ser alcançada pela falta de condições. Às vezes são professores que nos acompanham nessa caminhada, que injetam aquela força para que a caminhada ganhe mais velocidade.

Enfim, cada um sabe exatamente o que lhe motiva, cada um sabe exatamente qual é aquela força que faz vencer as resistências que encontramos no caminho. 

É clichê, mas é assim mesmo: a  caminhada só começa com o primeiro passo. E esse passo – muito importante – é de responsabilidade pura e exclusiva nossa!

Temos que agir e botar o barco para navegar, nas condições que temos, e no caminho, vamos ajustando as velas.

O importante é vencer as resistências!

O importante é que a força aplicada por nós seja maior que as resistência que nos aparece, assim estaremos vencendo a inércia e nos deslocando de forma acelerada ao tão sonhado objetivo da aprovação.

Força!!!

Quer sair do estado inercial e finalmente evoluir nos estudos? Conheça o Método 4.2 de Revisão e baixe já uma das Planilhas Gratuitas que preparei pra você.

Gostou do texto? Siga-me também no Instagram e receba dicas e postagens diárias.

Abraços,

Rafael Barbosa.

Superação é o domínio sobre a inércia, frente a um chamado estridente da razão, ou seja, a ação em ação, qual uma locomotiva recém abastecida com o combustível insuperável de motivação indômita na ressurreição dos sentidos.

PauIvan Teorilang

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe seu comentário