fbpx

Como fazer provas em camadas

Como fazer provas em camadas – hoje vamos falar sobre como podemos aumentar as chances de aprovação a partir de uma boa estratégia na hora “h”.

“Como assim, professor?”, traduzindo para o bom português, vou te dar umas dicas para você aprender a responder as provas por partes.

Fazer provas em camadas otimiza o seu tempo de resposta na hora do rush.

O concurseiro tem, quase sempre, cem questões para responder numa média de quatro a cinco horas, das mais diversas disciplinas. E é aí que necessitamos organizar o processo de resposta para obter vantagem contra o relógio.

Comigo esse método funcionou muito bem. Eu sempre começava pela disciplina que eu mais gostava, isso me dava mais tranquilidade e segurança. Mas fica esperto!

Nunca deixe a prova de português para o final.

Se a sua disciplina preferida for português, ótimo! Comece por ela. Mas se não for, deixe a prova de português em segundo lugar na ordem para ser respondida.

A disciplina de português possui muitas regras as quais você precisa lembrar para poder responder a prova. Essas informações precisam estar frescas na sua memória. Se você for deixando a prova de português por último, vai acabar colocando informação demais no seu cérebro, facilitando o esquecimento das regras gramaticais.

Por isso eu usava sempre a seguinte tática: começava pela disciplina que eu mais gostava, e logo em seguida ia responder a prova de português. A tática era a seguinte: eu lia o enunciado da questão e ao perceber que eu não sabia muito bem o conceito pedido, eu pulava para responder a questão seguinte.

Sempre pule a questão que você não sabe resolver rapidamente.

Isso é muito importante para otimizar seu tempo. Se não souber resolver a questão de forma rápida, passe para a questão seguinte. Vá fazendo isso em todas as provas. Com isso, você já mata de cara as questões fáceis. Quando você faz isso, já ganha um tempo considerável para responder com mais calma as questões mais complexas.

Com as questões mais fáceis garantidas respondidas ao longo de toda a prova (contemplando todas as disciplinas), você volta ao início, dá mais uma passada e responde as questões de dificuldade média. Feito isso, é hora de partir para a próxima etapa: a prova discursiva.

Faça a redação, colocando os pontos que a banca pede. Ao finalizá-la, marque o gabarito de todas as questões respondidas, as fáceis e as médias. O preenchimento do gabarito vai descansar um pouco seu cérebro que acabou de sair de uma redação.

Feito tudo isso, é hora de voltar ao caderno de questões novamente e responder as difíceis. Você vai estar com a mente um pouco mais descansada por conta do preenchimento do gabarito, com um pouco mais de tempo, já que as outras questões já foram respondidas. Isso vai ter dar mais tranquilidade para finalizar a prova.

Foi dessa forma que consegui passar em todos os meus concursos, sempre fazendo a prova em camadas. Otimizava meu tempo e resolvia a prova com mais segurança. Fiz isso sempre e deu super certo para mim. Espero que dê certo para você também.

Conheça o Método 4.2 de Revisão e baixe já uma das Planilhas Gratuitas que preparei pra vocês.

Gostou do texto? Siga-me também no Instagram e receba dicas e postagens diárias.

Abraços,

Rafael Barbosa.

Uma vida sem desafios não vale a pena ser vivida.

Sócrates

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe seu comentário