fbpx

Informações concurso TJ SP

Concurso de Escrevente do TJ SP

Fala, Galerinha! Hoje vamos falar sobre o concurso de Escrevente do TJ SP. O último certame ocorreu em 2017 e teve a sua validade prorrogada.

O concurso de Escrevente do TJ SP já havia passado por todas prorrogações previstas no edital e a decisão acarretou uma série de processos na justiça de vários concurseiros. Porém, a justificativa do TJ SP para a prorrogação era devido a questão orçamentária do tribunal. Há um processo no Conselho Nacional de Justiça, mas, até o momento, a decisão permanece e o concurso tem validade estendida até o final de 2020.

Nos últimos concursos, sempre que um certame expirava, um novo concurso TJ SP ocorria. A decisão de prorrogar outra vez o concurso foi lamentada por muitos concurseiros que esperavam um novo edital.

O concurso de Escrevente do TJSP requer nível médio, com jornada de trabalho de 8 horas diárias, 40 horas semanais.

Mesmo sendo um concurso de nível médio, o certame oferece uma boa remuneração. Os ganhos totais do Escrevente recém-aprovado atingem R$ 6.112,10, incluindo a remuneração inicial de R$ 4.792,10, auxílio-alimentação de R$ 45 por dia (R$ 990, considerando 22 dias) e auxílio-saúde de R$ 330. Também é possível ganhar um adicional caso você tenha nível superior, pós-graduação, mestrado ou doutorado. Vamos ver abaixo o adicional:

Nível superior: adicional de 5%

Pós-graduação: adicional de 7,5%

Mestrado: adicional de 10%

Doutorado: adicional de 12,5%

O último certame teve um total de inscritos foi de 233.437 pessoas, o que gerou uma concorrência de 395 candidatos por vaga, sendo que o total de vagas ofertados foi de 590.

A seleção contou apenas com a prova objetiva, composta por 100 questões de múltipla escolha.

A prova objetiva foi composta de 100 questões divididas em três blocos: um de Língua Portuguesa (24 questões), um de Conhecimentos em Direito (40 questões) e outro de Conhecimentos Gerais, que incluíam Atualidades (4 questões), Matemática (6 questões), Informática (16 questões) e Raciocínio Lógico (10 questões).

Os candidatos tinham 5 horas para as 100 questões, ou seja, precisavam fazer em média 20 questões por hora.

Nessa prova objetiva, os blocos I e II foram de caráter eliminatório, enquanto o bloco III foi de caráter apenas classificatório. Para não ser eliminado do concurso, o candidato precisou acertar 50% das questões do bloco I e 50% das questões do bloco II.

Prova de digitação e formatação

Os candidatos com melhor classificação nas provas objetivas foram chamados para as provas práticas, que consistem em duas provas:

  • Digitação de um texto (cerca de 1800 caracteres em 11 minutos);
  • Formatação de um texto, usando as funções comuns do Microsoft Word.

Mesmo que esse concurso esteja um pouco parado, oriento vocês a começarem a estudar hoje mesmo.  Esse será um certame muito concorrido.

Bom pessoal. Essas são as informações sobre esse certamente. Aproveite e estude pela planilha gratuita do Concurso de Escrevente do TJ SP. Baixe a planilha aqui. Bora estudar!

Abraços,

Rafael Barbosa.

Conheça o Método 4.2 de Revisão e baixe já uma das Planilhas Gratuitas que preparei pra vocês.

Gostou do texto? Siga-me também no Instagram e receba dicas e postagens diárias.

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe seu comentário