fbpx

Concurso SEFAZ MG

O próximo edital de concurso público da Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais (SEFAZ-MG) está próximo de ser publicado.

A banca do certame acaba de ser definida. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) foi a empresa escolhida para organizar o certame.

A informação foi publicada no Relatório de Compras do Estado de Minas Gerais no dia 20 de junho de 2022.

O próximo edital para a carreira fiscal deve ofertar 317 vagas para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual. 

Começou a circular na web a informação de um possível cronograma para publicação do edital. As especialidades seriam auditoria, tributação e tecnologia da informação. O edital seria publicado em julho de 2022. 

Essa informação não foi confirmada pelo órgão.

Dados sobre o Último concurso:

  • Data: 2005
  • Vagas: 100
  • Banca: ESAF
  • Etapas: prova objetiva e dissertativa.

Nesse concurso, além das 100 vagas para Auditor Fiscal, foram ofertadas 400 vagas para Gestor Fazendário.

Tivemos as seguintes disciplinas Prova Objetiva:

  • Auditor Fiscal da Receita Estadual:
    • Língua Portuguesa – 10
    • Direito Constitucional – 5
    • Direito Administrativo – 5
    • Ética do Servidor na Administração Pública – 5
    • Informática – 5
    • Raciocínio Lógico-Quantitativo – 5
    • Matemática Financeira – 5
    • Estatística – 5
    • Contabilidade e Auditoria – 30
    • Direito Tributário – 10
    • Legislação Tributária – 30

Segue abaixo o “peso” de cada matéria na nota final:

Como se vê, não fugiu muito do que se espera dos concursos da área fiscal.

A prova discursiva versou sobre o desenvolvimento de tema da atualidade, que deveria conter um mínimo de 25 linhas, valendo, no máximo, 40 pontos para cada cargo.

Foram analisadas somente as provas dissertativas dos candidatos, considerados habilitados, até o limite de três vezes o número de vagas oferecido, obedecendo a ordem classificatória obtida em decorrência do somatório dos pontos ponderados obtidos nas provas objetivas.

Como o último concurso tem muito tempo, algumas disciplinas devem ser aguardadas no edital, além das que já foram cobradas. Ressaltamos que as disciplinas de TI, Direito Civil, Direito Penal e Direito Administrativo podem ser cobradas nesse novo concurso.

Além disso, em relação à discursiva, acreditamos na troca de tema de atualidades para temas específicos relacionados ao conteúdo programático do concurso.

Como já faz um certo tempo que esse certame ocorreu, fiz uma análise levando em conta os últimos concursos da área fiscal. Assim foi possível chegar ao possível Núcleo Duro para essa prova.

Diante do histórico da área, eu apostaria nas seguintes disciplinas para serem cobradas nesse certame:

Português
Direito Constitucional
Direito Administrativo
Raciocínio Lógico
Tecnologia da Informação
Legislação Tributária
Contabilidade Geral e Avançada
Auditoria
Direito Tributário
Direito Civil
Direito Empresarial
Direito Penal
Contabilidade de Custos
Estatística

Claro que o edital pode trazer algumas surpresas, mas não deve fugir muito desse rol. Coisa que dá para ser contornado no pós-edital.

É assim inclusive que fazemos no Coaching. O aluno se prepara antecipadamente, trabalhando as disciplinas do núcleo duro da área. Aí fica bem mais fácil pegar os editais que vão surgindo.

Bom, essa seria a minha oposta. Podem “descer a lenha” estudando essas disciplinas que vocês sairão da frente.

Atenção: como a banca será a FGV, é bom você estudar muito, principalmente na disciplina de Português. Rsrsrs.

Abraços,

Rafael Barbosa.

Conheça o Programa Coaching Método 4.2 de Revisão

Um bom programa coaching é aquele que organiza e otimiza o tempo do cochee. E o Método 4.2 de Revisão trabalha dessa forma.

Método 4.2 de Revisão foi criado pelo coach Rafael Barbosa e é uma técnica de estudo que tem por missão organizar o estudo da teoria, da prática (treino em questões) e das revisões sistemáticas, da seguinte forma: as disciplinas são organizadas em dois grupos que se alternam em 4 dias dedicados ao estudo da teoria (mais questões de fixação) e 2 dias de revisão (feita de forma reversa: das questões para a “teoria”).

Abaixo segue o passo a passo do Método 4.2 de Revisão:

  • Trabalhe com ciclos de estudos de 7 dias, sendo 6 de estudos e 1 de descanso;
  • Divida os 6 dias de estudos em 4 dias para teoria e 2 para revisão;
  • Nos dias destinados à teoria, dedique no máximo 2 horas de estudo para cada disciplina;
  • Durante a leitura da teoria, faça apenas grifos e anotações (cuidado com resumos, se quiser mesmo fazer, faça resumos curtos);
  • Nos dois dias de revisão, faça questões sobre os assuntos estudados na semana e revise apenas o que errar;
  • Se for preciso, volte no curso regular ou videoaula para revisar o que você errou;
  • Procure fazer entre 300 e 500 questões por semana (dos assuntos que você estudou);
  • Controle seu progresso no conteúdo programático do concurso para o qual você está estudando;
  • Por fim, repita o procedimento até bater o edital!!!

O programa de coaching tem como objetivo:

  • fazer com que você aprenda a estudar em alta performance;
  • oferecer orientação profissional plenamente capacitada e comprometida;
  • desenvolver todas as técnicas que envolvem o método 4.2 de revisão;
  • estimular o autodidatismo;
  • melhorar seu desenvolvimento nos estudos;
  • organizar sua rotina de estudos;
  • aumentar sua autoconfiança e disciplina;
  • a sua aprovação!

São muitos os benefícios que o coachee tem a ganhar, alguns deles são:

  • gestão do tempo de estudo;
  • aumento da produtividade nos estudos, medida por meio de indicadores objetivos;
  • maior absorção do conteúdo estudado, por meio do estudo sistemático, utilizando o método 4.2 de revisão;
  • melhoria no rendimento dos exercícios, tendo em vista o trabalho focado e objetivo, baseado o cargo/área escolhido pelo aluno;
  • mais segurança durante a jornada de estudos até a aprovação, por meio de orientações pontuais e específicas, sob demanda do estudante;
  • ciclos de estudos planejados de acordo com a sua rotina e concursos de interesse;
  • organização de revisões sistemáticas, garantindo a fixação do conhecimento, sem prejuízo ao avanço do conteúdo do edital;
  • avaliações de desempenho por assunto, permitindo o conhecimento dos pontos fracos/oportunidades de melhoria em cada disciplina, conforme a sua relevância;
  • planejamento e otimização do seu estudo em um alto nível, possibilitando alto rendimento em provas.

Baixe agora nossos materiais gratuitos e comece a estudar agora mesmo!

Se você tem interesse de ter um acompanhamento individual e personalizado, deixe seu nome da lista de espera.

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe seu comentário