fbpx

Concurso Secont ES tem comissão formada!

Concurso Secont ES

A Secretaria de Estado de Controle e Transparênciado Espírito Santo (concurso Secont ES) divulgou a comissão organizadora do tão aguardado certame. O documento foi publicado hoje (06/08) no Diário Oficial do Estado. Confira abaixo:

De acordo com a portaria, é da competência da comissão organizadora:

  • elaborar o Termo de Referência, realizar a pesquisa de preços e os demais trâmites relativos à execução contratual e realização do Concurso Público em si;
  • definir a forma e amparo legal para a seleção e contratação da instituição/empresa que executará o Concurso Público;
  • conduzir o procedimento de avaliação, seleção e contratação da instituição/empresa que executará o Concurso Secont ES, observando as Normas de Procedimentos do Sistema de Compras, Licitações e Contratos aplicáveis ao caso;
  • realizar os demais procedimentos previstos na Norma de Procedimento de Realização de Concurso Público, notadamente quanto às atividades relativas à execução contratual e realização do Concurso Público em si;
  • disponibilizar na forma da Instrução Normativa TCEES nº 38/2016 e suas alterações informações para a remessa digital inerentes à realização do concurso e admissão de pessoal;
  • realizar outras atividades correlatas.

Instituída a comissão, o próximo passo é a escolha da banca organizadora.

São previstas 10 vagas para o cargo de Auditor de Estado de diversas especialidades. A remuneração inicial está estimada em R$ 9.000,00 (nove mil reais) para uma jornada de 40 horas semanais.  

CLASSE     INICIAL     FINAL
R$ 9.653,06R$ 14.601,12
R$ 11.101,02R$ 16.791,28
R$ 12.211,12R$ 18.470,41
R$ 12.821,68R$ 19.393,93

Último concurso Secont ES

O último certame ocorreu em 2009 e teve o Cebraspe (antigo Cespe) como banca organizadora. Na época foram ofertadas 15 vagas para o cargo de Auditor Fiscal do Estado de diversas especialidades, como:

  • Administrador;
  • Ciências Contábeis;
  • Ciências Econômicas;
  • Ciências Jurídicas;
  • Engenharia Civil;
  • Tecnologia da Informação.

O concurso ocorreu em 3 etapas:

  • Prova objetiva;
  • prova discursiva;
  • prova de títulos.

A prova objetiva foi composta por 120 questões no estilo “certo ou errado”. As disciplinas exigidas foram:

  • Conhecimentos básicos:

Português;

Raciocínio Lógico;

Informática.

  • Conhecimentos complementares:

Auditoria;

Constitucional;

Administrativo;

Administração Financeira e Orçamentária;

Legislação Específica.

  • Conhecimentos Específico:

Diversas matérias, a depender do cargo em disputa.

A prova discursiva cobrou do candidato a elaboração de relatório de auditoria, a partir de caso específico, com o máximo de 30 linhas, valendo 20 pontos no total. Foi avaliado o conteúdo de acordo com as seguintes competências:  

  • Conhecimento do tema;
  • Capacidade de expressão na modalidade escrita;
  • Uso das normas do registro formal culto da Língua Portuguesa.

Banca de Discursivas

Banca de Discursivas é uma plataforma especialmente desenvolvida para avaliar como está o seu nível em relação à elaboração de Provas Discursivas. 

O seu texto será submetido a nossa Banca de Discursivas e passará por mais de uma avaliação.

Dessa forma, os critérios utilizados para corrigir o seu texto serão minuciosamente controlados, o que fará com que você tenha uma correção completa do seu texto.

Você definitivamente aprenderá a escrever um texto nota 10 a partir do conhecimento prático. Conheça mais sobre a Banca de Discursivas clicando no botão abaixo!

Programa Coaching do Método 4.2 de Revisão

Saiba tudo sobre o Método 4.2 de Revisão, baixe gratuitamente a planilha e comece a estudar agora mesmo!

Se você tem interesse de ter um acompanhamento individual e personalizado, deixe seu nome da lista de espera.

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe seu comentário