fbpx

7 concursos para tribunais previstos e com organizadoras definidas!

Concursos tribunais

Para quem sonha em trabalhar na área judiciária não pode perder essa chance. São 7 concursos para tribunais que estão previstos para este ano e já possuem banca organizadora definida.

Em breve os editais estarão na praça. Por isso não perca tempo e mande a ver nos estudos. Essa pode ser sua chance.

Veja abaixo os 7 concursos para tribunais previstos:

1. Concurso TRT MG

O concurso do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais escolheu a Fumarc como a banca organizadora do certame.

De acordo com o presidente do órgão, César Machado, o lançamento do edital pode ocorrer ainda em agosto, e as provas objetivas podem ser aplicadas em outubro.

O certame vai ofertar vagas para nível médio e nível superior, com iniciais de R$ 7.591,37 eR$ 12.455,30, respectivamente.

As etapas do certame constam de uma prova objetiva composta por 60 questões, além de um estudo de caso. Ambas as provas são caráter eliminatório e classificatório.

O último concurso TRT MG ocorreu em 2015 e a FCC foi a banca organizadora.

2. Concurso TRT MA

O concurso do Tribunal Regional do Trabalho do Maranhão contratou a FGV para organizar o certame. O órgão vai ofertar vagas para cargos de níveis médio e superior.

O certame prevê o provimento imediato de 8 cargos de Tecnologia da Informação (TI), sendo 4 de Analista Judiciário, 4 de Técnico Judiciário e mais a formação de cadastro de reserva para cargos diversos.

Para Analista, o salário inicial é de R$ 12.455,30, com as gratificações; para Técnico o salário inicial é de R$ 7.591,37; com as gratificações.

3. Concursos TRT PB

O concurso TRT PB escolheu a FGV como organizadora da seleção. A previsão de que o edital seja lançado neste mês de agosto e as provas sejam aplicadas em novembro.

Serão ofertadas um total de 4 vagas, mais cadastro de reserva, para os cargos de Analistas (nível superior) e Técnicos Judiciários (nível médio).

O último certame do TRT PB ocorreu em 2014 e foi organizado pela FCC.

4. Concurso TRT RO/AC

O concurso do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região, que abrange os Estados de Rondônia e Acre, escolheu a FCC como banca organizadora.

A previsão é de que sejam ofertadas vagas para os cargos de analista judiciário e técnico judiciário.

O último concurso do órgão ocorreu em 2018 e ofereceu remuneração de 7.591,37; para o cargo de técnico, e R$ 12.455,30 para o cargo de analista.

5. Concurso TRT PA/AP

O Tribunal Regional do Trabalho da 8º Região (TRT 8 – Pará e Amapá) escolheu o CEBRASPE como banca organizadora do certame.

A previsão é de que o edital seja publicado em breve, mas ainda não se sabe qual será o quantitativo de vagas. Contudo, existem 163 cargos vagos no órgão, que abrange os estados do Amapá e do Pará.

O salário inicial varia de R$ 7.591,37 a R$ 12.455,30.

O último concurso TRT PA/AP foi em 2015.

6. Concurso TJ/AP

O Tribunal de Justiça do Amapá escolheu a FGV como a banca organizadora da seleção.  O certame vai ofertar 5 vagas imediatas, além de cadastro de reserva. O salário inicial varia entre R$ 2.729,77 e R$ 7.694,16.

O último certame do órgão ocorreu em 2014 e foi organizado pela FCC.

7. Concurso TJ PE Juiz

A Fundação Getúlio Vargas, FGV, foi escolhida para organizar o certame do Tribunal de Justiça de Pernambuco. Serão 30 vagas ofertadas para o cargo de Juiz Substituo. A remuneração chega ao valor de R$30.404,42.

O último concurso TJ PE Juiz ocorreu em 2014 e ofertou 50 vagas imediatas, além de formação de cadastro de reserva.

As fases da seleção foram:

  • uma Prova Objetiva Seletiva, de caráter eliminatório e
  • classificatório;
  • uma Prova Discursiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • uma Prova de Sentença, de caráter eliminatório e classificatório,
  • sindicância da vida pregressa e investigação social, de caráter exclusivamente eliminatório;
  • exame de sanidade física e mental, de caráter exclusivamente eliminatório;
  • exame psicotécnico, de caráter exclusivamente eliminatório;
  • uma Prova Oral, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Prova de títulos.

Agora é estudar e garantir a sua vaga!

Conheça o Programa Coaching Método 4.2 de Revisão

Um bom programa coaching é aquele que organiza e otimiza o tempo do cochee. E o Método 4.2 de Revisão trabalha dessa forma.

Método 4.2 de Revisão foi criado pelo coach Rafael Barbosa e é uma técnica de estudo que tem por missão organizar o estudo da teoria, da prática (treino em questões) e das revisões sistemáticas, da seguinte forma: as disciplinas são organizadas em dois grupos que se alternam em 4 dias dedicados ao estudo da teoria (mais questões de fixação) e 2 dias de revisão (feita de forma reversa: das questões para a “teoria”).

Abaixo segue o passo a passo do Método 4.2 de Revisão:

  • Trabalhe com ciclos de estudos de 7 dias, sendo 6 de estudos e 1 de descanso;
  • Divida os 6 dias de estudos em 4 dias para teoria e 2 para revisão;
  • Nos dias destinados à teoria, dedique no máximo 2 horas de estudo para cada disciplina;
  • Durante a leitura da teoria, faça apenas grifos e anotações (cuidado com resumos, se quiser mesmo fazer, faça resumos curtos);
  • Nos dois dias de revisão, faça questões sobre os assuntos estudados na semana e revise apenas o que errar;
  • Se for preciso, volte no curso regular ou videoaula para revisar o que você errou;
  • Procure fazer entre 300 e 500 questões por semana (dos assuntos que você estudou);
  • Controle seu progresso no conteúdo programático do concurso para o qual você está estudando;
  • Por fim, repita o procedimento até bater o edital!!!

O programa de coaching tem como objetivo:

  • fazer com que você aprenda a estudar em alta performance;
  • oferecer orientação profissional plenamente capacitada e comprometida;
  • desenvolver todas as técnicas que envolvem o método 4.2 de revisão;
  • estimular o autodidatismo;
  • melhorar seu desenvolvimento nos estudos;
  • organizar sua rotina de estudos;
  • aumentar sua autoconfiança e disciplina;
  • a sua aprovação!

São muitos os benefícios que o coachee tem a ganhar, alguns deles são:

  • gestão do tempo de estudo;
  • aumento da produtividade nos estudos, medida por meio de indicadores objetivos;
  • maior absorção do conteúdo estudado, por meio do estudo sistemático, utilizando o método 4.2 de revisão;
  • melhoria no rendimento dos exercícios, tendo em vista o trabalho focado e objetivo, baseado o cargo/área escolhido pelo aluno;
  • mais segurança durante a jornada de estudos até a aprovação, por meio de orientações pontuais e específicas, sob demanda do estudante;
  • ciclos de estudos planejados de acordo com a sua rotina e concursos de interesse;
  • organização de revisões sistemáticas, garantindo a fixação do conhecimento, sem prejuízo ao avanço do conteúdo do edital;
  • avaliações de desempenho por assunto, permitindo o conhecimento dos pontos fracos/oportunidades de melhoria em cada disciplina, conforme a sua relevância;
  • planejamento e otimização do seu estudo em um alto nível, possibilitando alto rendimento em provas.

Baixe agora nossos materiais gratuitos e comece a estudar agora mesmo!

Se você tem interesse de ter um acompanhamento individual e personalizado, deixe seu nome da lista de espera.

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe seu comentário