fbpx

Organize seus estudos por meio da cronobiologia

Cronobiologia

Olá, pessoal? Passando aqui para falar um pouco sobre a cronobiologia e como ela pode ajudar na organização dos seus estudos.

Antes de continuarmos, vamos entender o conceito de cronobiologia. Como o nome já diz, a cronobiologia é uma ciência que estudo como funciona o nosso relógio (cronos) biológico.

Você pode estar se perguntando agora o que isso tem a ver com nosso estudo, não é? E eu digo a você que tem tudooo a ver! Já vimos por aqui em nosso blog sobre a importância de cochilar 20 minutos antes de iniciar os estudos, ao chegar do trabalho, por exemplo. Lembra?

Esse cochilo ajuda na oxigenação do nosso cérebro, dando um “reboot” para que ele possa absorver as novas informações. E isso é cronobiologia.

Ficar atento aos horários de comer, fazer atividade física, ver televisão, repousar, por exemplo, pode ser a salvação da sua retenção de conteúdo, se ela estiver prejudicada. Bastam os ajustes certos nesses horários para o seu estudo decolar.

E quando surgiu essa ciência tão importante para o seu estudo?

A hora de ficar de cara é agora! A cronobiologia é de um conhecimento secularrr! Esse estudo incrível surgiu no século 19, na França. E a partir daí só fez crescer seu campo de atuação, chegando ao Brasil em 1981, por meio da Universidade de São Paulo.   

Observar o seu relógio biológico, portanto, é fundamental para que você consiga elaborar estratégias visando uma boa aprendizagem. Porém se você fizer algum ajuste errado, o seu relógio biológico poderá sabotar os seus estudos.

O horário das suas atividades diárias (comer, dormir, estudar etc.) influencia diretamente na sua memória, no seu humor, na sua concentração, dentre outros fatores. Perceba aí a importância da sua rotina!

Por isso é necessário você observar o seu timing! Dependendo do período do dia ou da noite, nosso organismo é programado para fazer atividades bem diferentes.

Por exemplo, no período matutino liberamos cortisol, que nos faz despertar e sair da cama. É o momento que estamos com mais disposição. Durante o dia, esse hormônio vai diminuindo, nos deixando mais lentos.

à noite o nosso corpo libera a melatonina, hormônio responsável pelo nosso sono. Esse é o cenário geral da maioria, durante o dia trabalhamos e à noite dormimos. Mas há também quem faça o inverso, invertendo também o momento de liberação dos hormônios.

Vamos exemplificar que você faz parte do quadro geral dia-noite. Vimos que durante o dia o seu corpo tem mais energia. Você passa o dia trabalhando, gastando toda essa energia, e chega em casa à noite, com a melatonina gritando: vamos dormir!

Mas você não pode porque precisa estudar. O que você faz? Isso mesmo, ouvi daqui a sua resposta! Você vai tirar um cochilo de 20 minutos para depois iniciar os estudos.

Não passe dos 20 minutos, pois você vai ter um efeito rebote! Seu cérebro vai se adaptar ao descanso, demorando pra pegar no tranco! Como um motor de um carro parado por um tempo em um dia frio.

Estude por 3 horas, das sete e meia às dez e meia. Mais do que isso é forçar o seu corpo. E a ideia da cronobiologia não é essa, muito pelo contrário, é respeitar o seu corpo. Afina, no dia seguinte, o cortisol vai te acordar cedo para você ir trabalhar.

Durante os estudos, faça pausas de 10 minutos a cada 1 hora estudada. Isso vai contribuir positivamente para o seu relógio biológico, auxiliando a sua memória. Outra dica dos cronobiologistas é você estudar em um lugar bastante claro, pois a exposição à luz interrompe a produção de melatonina e estimula a de cortisol.

O ambiente iluminado nos deixa mais despertos e mais ligados, pois auxilia na liberação do hormônio matutino. Mas na hora de dormir, apague todas as luzes, deixando o seu quarto mais escuro possível para que você possa repousar com qualidade.

Agora anote aí outras dicas importantes da cronobiologia para seus estudos:

  • Respeite os limites do corpo, não troque o dia pela noite, pois isso reduz os níveis de concentração e compromete a qualidade do estudo.
  • Durma bem, de 7 a 8 horas por noite, pois é durante o sono que as informações aprendidas do dia vão para a sua memória de longo prazo.
  • Descanse após o almoço, um cochilo de 10 minutos (máximo 20 minutos). A sesta auxilia a sua memória a trabalhar melhor.
  • Fuja dos hábitos ruins na hora de dormir. Nada de dormir com fome ou com o estômago muito cheio. TV e celular são ladrões do sono, fique longe deles perto da sua hora de dormir.
  • Tenha horários regulares para dormir, crie uma rotina com hábitos saudáveis para o sono.
  • Descubra o seu cronotipo, se você é mais matutino, mais vespertino ou mais noturno.

É isso aí, pessoal! Vamos usar o nosso corpo ao nosso favou na hora de estudar!

Abraços,

Fernanda Barbosa.

Conheça o Método 4.2 de Revisão e baixe já uma das Planilhas Gratuitas!

Faça parte da família 4.2 e otimize seus estudos! Clique no botão abaixo e deixe o seu nome na lista de espera.

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe seu comentário