fbpx

Me sinto só

Imagem: pixabay

Fala, galera! Sabemos o quanto é difícil estudar para concursos. É uma tarefa árdua que nos isola da família e dos amigos, diminuindo, e muito, a nossa vida social. E isso mexe com todo concurseiro, essa “solidão de estudante”, por vezes, acaba fazendo que o concurseiro desista de estudar no meio do caminho.

Sentir-se sozinho é o principal motivo pelo qual tantos concurseiros ficam “coisados”. São muitas horas estudando, trancados no quarto, sem falar com ninguém, sem “dividir” pensamentos e compartilhar ideias. Enfim, esse ostracismo voluntário acaba fazendo com que pequenos problemas virem tragédias homéricas.

É difícil estudar para concursos.

Eu sei o quanto é custoso, passei alguns anos da vida nesse perrengue até conseguir conquistar o meu sonho de ser Auditor Fiscal. A solidão realmente é grande e ela insiste em querer nos acompanhar durante toda a jornada.

Por isso, tive que criar mecanismos para minimizar esse constante sentimento de solidão e continuar firme na estrada. Para te ajudar a fazer as pazes com a sua saúde mental e saí dessa espiral de se sentir sozinho, eu vou te contar como eu fazia no meu tempo de concurseiro.

Minha intenção aqui não é fazer de mim um modelo para ser seguido, mas apenas te dar ideias de como driblar essa solidão que insiste em querer nos acompanhar. Portanto, durante a minha preparação, eu desenvolvi cinco escapes mentais que me ajudaram a manter minha saúde psicológica.

Veja abaixo as coisas que eu fazia para distrair a mente, reduzindo um pouco os efeitos da solidão:

1 –  ouvia música

Não importa o gênero, ouça as suas músicas preferidas pelo menos uma vez por dia. Cante alto, grite, libere energia. Lembra da Xuxa? “Quem canta os males espanta”, é bem por aí mesmo.

2 – caminhada/corrida

Não precisa virar um atleta, é só para sentir a brisa, o vento batendo no rosto, saber que existe vida além das paredes do seu quarto. Afinal, cuidar da saúde física também ajuda no cuidado da saúde mental, pois o corpo está atrelado à mente, não adianta querer separar.

Portanto, é importante reservar uns trinta minutos por dia para cuidar também da saúde física, isso vai deixar a sua mente mais saudável e equilibrada. Se você não conseguir esses trinta minutos, faça em vinte. O importante é se mexer.

3 – ouvido da vez

Sabemos que essa vida de concurseiro nos afasta da roda de amigos, mas sempre tem aquele que não te deixa só na hora do aperto, que te compreende e sabe o quanto é difícil estudar para concursos. Então, não deixe esse ser humano escapar. Ele será muito importante durante a sua preparação.

Esse amigo vai servir de “ouvido” para você. Vai ser a pessoa a qual você vai poder conversar sobre os mais variados temas, inclusive sobre os seus problemas e angústias. Manter uma amizade vai te ajudar bastante nessa jornada.

Mas cuidado para não ser chato demais, chorar demais etc. Ficar se vitimizando o tempo todo afasta as pessoas. Portanto, mantenha uma amizade saudável e equilibrada, sua mente vai agradecer.  

4 – fila do pão

Aproveite as saídas triviais para poder interagir com outras pessoas. Todas as vezes que você sair para comprar pão, fazer feira, ir à farmácia etc., utilize isso para espairecer a mente, puxando assunto com quem estiver ao seu alcance.

Eu mesmo adorava conversar com desconhecidos em situações do dia a dia, como trocar uma ideia com o padeiro, com o cara que vende coco na barraca da praia etc. Geralmente são conversas leves, curtas e ricas em experiências. E esses diálogos fazem um bem danado para a alma.

5 – rir é o melhor remédio

Existem vários estudos que comprovam os benefícios de sorrir. Um estudo da Scientific American, realizado em 2019, por exemplo, mostrou que algumas expressões faciais, como sorrir, podem melhorar o humor e aumentar os pensamentos positivos. Olha que maravilha!

E isso proporciona alívio do estresse e redução de algumas dores físicas no corpo, pois o ato espontâneo de sorrir permite que nosso corpo produza seus próprios analgésicos naturais. E para um concurseiro esses benefícios são fundamentais, não é mesmo?

Portanto, rir faz muito bem não só  para o corpo, mas também para nossa mente. Para ativar o riso, eu costumava assistir à stand up comedy. Comigo isso funcionava muito, eu ria um bocado e ficava com a mente leve e tranquila.

Existem muitos shows que você acaba se sentindo dentro das histórias. Se puder, assista uns 20 minutos por dia. Não custa nada, é só procurar no Youtube.

Enfim, essas eram as minhas estratégias para driblar o tédio e a solidão intrínsecos à vida do concurseiro, evitando o colapso mental. Sei que é difícil estudar para concursos, portanto, se você estiver se sentindo coisado, tente fazer alguma dessas atividades.  Você não vai se livrar da solidão, mas vai conviver melhor com ela. Bons estudos!

Abraços,

Rafael Barbosa.

Conheça o Método 4.2 de Revisão e baixe já uma das Planilhas Gratuitas que preparei pra vocês.

Gostou do texto? Siga-me também no Instagram e receba dicas e postagens diárias.

A solidão é o fundo último da condição humana. O homem é o único ser que se sente só e que procura um outro.

Octavio Paz

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe seu comentário