fbpx

É possível trabalhar e estudar para concursos? Sim!

É possível trabalhar e estudar para concursos
Imagem: pixabay

Fala, galera descoisada! Vamos falar sobre como é possível trabalhar e estudar para concursos com eficiência!

Essa discussão polêmica de trabalhar e estudar não é de agora. Sempre vejo pessoas se questionando largar ou não o emprego para entrar de cabeça no mundo dos concursos.

O motivo para essa inquietação é devido a um mito criado, não sei por quem, que para passar em concurso público seria necessário estudar oito horas por dia, todos os dias. Com uma carga horária de estudo desse tamanho, fica impossível trabalhar e estudar, não é verdade?

Então, o aspirante a concurseiro já absorvia a ideia de que era necessário largar o emprego para se dedicar somente aos estudos. Com isso, a frustração chegava valendo nesse estudante, afinal, como as contas seriam pagas?

Daí ele tinha sempre a brilhante ideia de trabalhar bastante e juntar o máximo de dinheiro possível para só depois sair do emprego e poder se sustentar por um tempo. E esse tempo nunca era muito, pois o salário não era tão alto. Por conta disso, esse estudante desenvolvia uma carga de estresse muito alta, e acabava desistindo do sonho de ser um funcionário público e voltava ao trabalho em uma empresa privada.

Tudo isso porque alguém disse a ele que era preciso largar o emprego e se dedicar somente aos estudos.

Por isso estou aqui para dizer que tudo isso não passa de mito!

É possível trabalhar e estudar para concursos com eficiência. Eu mesmo sou a prova disso, minha vida de concurseiro foi sempre fazendo as duas coisas. Teve época, inclusive, que eu fazia três “coisas”: trabalho, estudo para concurso e faculdade.

Se eu fiz isso e tive êxito, você também vai ter.

Bom, vendo a angústia de algumas pessoas sobre o tema, resolvi fazer uma pesquisa em minhas redes sociais e apurei que:

  • cerca de 60% dos concurseiros trabalham e estudam para concursos, ou fazem faculdade e estudam para concursos, ou fazem as 3 coisas;
  • cerca de 40% ou menos estudam com exclusividade.

Perceba, a maioria estuda e trabalha. A minoria “só estuda” com exclusividade. E a aprovação vem para ambos. Portanto, saia dessa angústia se larga ou não o emprego e comece a estudar. Estude com foco na sua produtividade, seguindo algumas dicas abaixo:

1. Sabemos que estudar e trabalhar tira o tempo de estudo, mas por outro lado, o concurseiro que trabalha consegue ter mais foco na hora de estudar. Em pesquisa feita com os meus alunos do Programa de Coaching, identifiquei que o peso da responsabilidade faz com que o estudante faça milagres com o horário que tem. Ele se dedica totalmente naquele momento de estudo, pois sabe que só tem aquele tempo disponível para dar continuidade à meta de estudo.

Então, nesse tempo que você separou para estudar, leve a sério! Estude mesmo, com bastante concentração, pois só assim você estará estudando de forma eficiente, qualificando os seus estudos.

2. Vamos supor que a sua carga no trabalho seja uma jornada convencional: 8 horas por dia, de segunda a sexta; e aos sábado até o meio-dia. A dica que te dou é que você procure iniciar as metas nos fins de semana.

Usando a técnica do Método 4.2 de Revisão, você separa entre 3 e 4 horas por dia para estudar, inicia no sábado a teoria, conclui na terça; e tem a quarta e a quinta para a revisão. Na sexta, que é o dia mais puxado para quem trabalha o dia todo, você folga dos estudos e vai dormir ou fazer algo relaxante.  

No sábado você inicia uma nova meta e vai seguindo. É importante sempre manter as metas em dia. Se você ainda não tem nenhuma planilha para organizar as suas metas de estudo, clique aqui e baixe uma das planilhas gratuitas específicas para o seu concurso.

A sua folga seria a partir do meio-dia do domingo. Mas lembre que você já folgou na sexta também.

3. Eu aconselho que você, ao chegar do trabalho, cochile 20 minutos para poder começar a estudar. Não emende, pois o seu cérebro precisa dar um reset para poder colocar novas informações nele.

4. Como o tempo é escasso para quem trabalha, procure aproveitar toda brecha que você tiver durante a semana para estudar algo “a mais”. Aproveite a hora do almoço para fazer questões, por exemplo. Isso facilita a fixação do conteúdo, compensando a escassez do tempo.

Faça isso no trajeto de deslocamento também, se conseguir. Mas não coloque isso dentro da sua carga horária diária, isso é um plus, algo a mais que vai aumentar a sua produtividade.

5. Para quem  trabalha em turnos, use o Método 4.2 de Revisão entre os turnos. A meta, no lugar de ser em 6 dias, vai ser em 8 dias. Por exemplo, um turno de 24 por 72, você trabalha segunda, terça e quarta e folga a quinta. A sua folga, no caso, seria o dia do seu estudo.

Quem trabalha em turnos tem a chance de aumentar a carga horária, podendo estudar com tranquilidade quatro horas e meia. Eu acredito ser mais vantajoso o estudo quando o trabalho é em turnos.

É isso, galera. É possível trabalhar e estudar para concursos com eficiência sim! O resto é conversa fiada. Eu mesmo, como disse antes, sempre trabalhei e estudei. Teve um tempo em que eu trabalhava, fazia faculdade e estudava para concurso.

Quando estava estudando para ser Auditor, por exemplo, eu trabalhava como Analista no TRT RN e como professor na UFRN e consegui aprovação nos concursos que fiz para Auditor.

No meu tempo de concurseiro, eu foquei na produtividade, como ler mais rápido, ler mais páginas, fazer mais questões e acertar mais questões.

Nada impediu que eu estudasse para chegar aonde queria. E cheguei. Sou Auditor desde os 28 anos de idade.

E se eu consegui, você também consegue!

Abraços,

Rafael Barbosa.

Conheça o Método 4.2 de Revisão e baixe já uma das Planilhas Gratuitas que preparei pra vocês.

Gostou do texto? Siga-me também no Instagram e receba dicas e postagens diárias.

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe seu comentário