fbpx

ENEM

Fala galerinha! Tudo bem com vocês?

Hoje estou aqui para passar algumas informações sobre o Exame Nacional do Ensino Médio, nosso famoso ENEM.

O começo

Você que está pensando em fazer essa prova, com certeza deve ter passado ou irá passar pela seguinte questão: o que eu devo saber antes de começar a estudar para a prova do ENEM?

Bom, se você procure algumas respostas, você veio ao lugar certo.

Eu vou apresentar para vocês algumas informações importantes para essa prova.

O motivo

Primeiramente, você precisa responder a seguinte pergunta: por que você está estudando para o Enem?

Você precisa saber o que te levou a pensar em fazer a prova do ENEM.

Bom, como já passei por essa fase, acredito piamente que você quer um futuro melhor e sabe que isso será possível através dos estudos.

Dois coelhos com uma cajadada só

Além de ser a porta de entrada para as universidades públicas, fazer a prova do ENEM pode ser uma excelente oportunidade para conseguir uma bolsa de estudos em uma faculdade privada.

Ou seja, você tem muitas chances de conseguir aquilo que deseja, basta traçar a melhor estratégia para a prova.

Como me encontrar no ENEM

Antes de mais nada, você deve mapear a prova.

A primeira coisa que você precisa saber é que o Exame Nacional do Ensino Médio é dividido em 5 grandes áreas do conhecimento, sendo elas:

 1) Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (Português, Língua Estrangeira, Literatura, Tecnologias da Informação e Comunicação)

2) Ciências Humanas (História, Geografia, Sociologia e Filosofia)

3) Ciências da Natureza (Física, Química e Biologia)

4) Matemática (álgebra, geometria, equações, etc.)

5) Redação (texto dissertativo-argumentativo)

Outra coisa, as provas do ENEM possuem 180 questões objetivas de múltipla escolha, além da temida redação.

Essa prova é aplicada em dois dias, sendo que no primeiro dia de provas, os estudantes respondem a 45 questões de Ciências Humanas, 45 questões de Linguagens e Códigos, além de confeccionarem uma redação. Já no segundo dia, respondem mais 45 questões de Matemática e outras 45 de Ciências da Natureza.

O que nos espera

Em 2020, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será aplicado em duas versões diferentes. A prova regular acontecerá nos dias 1º e 8 de novembro. Já a versão digital do Enem será realizada nos dias 11 e 18 de outubro. Todos os exames serão presenciais e acontecerão aos domingos.

Evolução digital

Nesse ano, temos o início da transição do Enem do papel para o computador. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), a mudança inicia-se com um projeto-piloto para 50 mil candidatos de 15 capitais brasileiras.

Destacamos que, a partir de 2026, o Enem será 100% digital.

Mudanças para 2021

Outra informação importante é que nesse ano deve ocorrer a última edição do exame em que se seguirá a atual Matriz de Referência do Enem, com questões de linguagens, ciências humanas, ciências da natureza e matemática, totalizando 180 itens, além da redação.

A partir de 2021, o exame sofrerá mudanças para se adequar ao Novo Ensino Médio. Mas vamos deixar isso para o ano que vem.

Última prova

Algumas informações a respeito da última prova do ENEM:

ÁREAS DISCIPLINAS QUESTÕES 2019 QTDE. QUESTÕES DIA TEMPO DE PROVA
Ciências Humanas e suas Tecnologias: História 13 45 2º DIA 5H
 Geografia 17
 Filosofia 5
 Sociologia 7
Atualidades 3
Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Química 12 45 1º DIA 5H30Min
Física 14
Biologia 19
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: Língua Portuguesa 39 45 1º DIA 5H30Min
Literatura 1
Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol) 5
Artes 0
Educação Física 0
Tecnologias da Informação e Comunicação 0
Matemática e suas Tecnologias Matemática 39 45 2º DIA 5H
Raciocínio lógico 5
Matemática financeira 1
TOTAL 180 180    
Não representa nova disciplina, apenas está contido
A redação é realizada no 1º DIA.
O tempo de duração da prova no 1º Dia é de 5h30min, incluindo a redação.

Como vocês podem ver, Português, Matemática, Biologia e Geografia representam 64,44% das questões da prova. Por isso, muita atenção com essas matérias.

Matriz de Referência

Falando um pouco sobre a Matriz de Referência do ENEM, trata-se de um documento que descreve as competências e habilidades exigidas dos alunos e lista o Conteúdo Programático do ENEM, ou seja, os objetos de conhecimento associados às Matrizes de Referência.

Os Eixos Cognitivos referem-se à capacidade dos alunos de mobilizar o conhecimento que possuem e que acumularam, ou seja, o “saber saber”, para resolverem problemas e lidarem com situações do dia a dia de maneira responsável e ética dentro da sociedade.

A Matriz de Referência lista cinco Eixos Cognitivos que são comuns a todas as áreas do conhecimento, ou seja, que serão exigidos dos alunos em todos os momentos da prova.

Eixos Cognitivos

1. Dominar linguagens: dominar a norma culta da Língua Portuguesa e fazer uso das linguagens matemática, artística e científica e das línguas espanhola e inglesa.

2. Compreender fenômenos: construir e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento para a compreensão de fenômenos naturais, de processos histórico geográficos, da produção tecnológica e das manifestações artísticas.

3. Enfrentar situações-problema: selecionar, organizar, relacionar, interpretar dados e informações representados de diferentes formas, para tomar decisões e enfrentar situações-problema.

4. Construir argumentação: relacionar informações, representadas em diferentes formas, e conhecimentos disponíveis em situações concretas, para construir argumentação consistente.

5. Elaborar propostas: recorrer aos conhecimentos desenvolvidos na escola para elaboração de propostas de intervenção solidária na realidade, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.

Temos 4 Matrizes de Referências, sendo elas:

» Matriz de Referência de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias:

Dentro dessa grande área, temos 9 Competências com 30 habilidades relacionadas.

» Matriz de Referência de Matemática e suas Tecnologias:

Dentro dessa grande área, temos 7 Competências com 30 habilidades relacionadas.

» Matriz de Referência de Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Teoria de Resposta ao Item

O cálculo das proficiências dos participantes, a partir de suas respostas às questões de múltiplas escolhas das provas objetivas, terá por base a teoria de resposta ao item (TRI).

Uma das grandes sacadas da TRI é avaliar o candidato dentro de um contexto geral, e não isoladamente. Ou seja: seu desempenho é analisado em comparação com o desempenho de todos outros candidatos que também fizeram a mesma edição do Enem.

Vamos ver como funciona esse sistema:

  • O seu cartão de respostas do Enem é submetido a uma leitura automatizada.
  • Por meio de uma complexa rede de cálculos matemáticos, a TRI analisa o grau de proficiência de todos os candidatos. Individualmente, ela analisa a probabilidade de cada um responder corretamente às questões de acordo com o grau de dificuldade de cada uma delas.
  • O sistema é programado para entender que quanto maior for o grau de conhecimento de um candidato, mais chances ele tem de acertar um maior número de perguntas em diferentes graus de dificuldade.
  • A TRI analisa três aspectos principais: o nível de entendimento do candidato em relação a cada questão, o grau de dificuldade da questão e o acerto ao acaso (chute).
  • A coerência é um fator importantíssimo para a TRI. Como é um sistema que mede a proficiência, é natural que leve em consideração o comportamento do participante diante da prova. A TRI entende que quanto maior o conhecimento em determinado tema, maiores as chances de acertar as questões consideradas médias e difíceis. Portanto, aqueles que acertam questões fáceis, médias e difíceis terão uma nota maior, pois apresentaram um comportamento coerente. O mesmo vale para quem acerta mais fáceis e médias. Mesmo quem acerta apenas as fáceis também está sendo coerente.
  • A TRI consegue identificar os chutes. Quando um candidato acerta questões fáceis, nenhuma média e algumas difíceis, por exemplo, o sistema entende que não existe ali um comportamento coerente, mas um padrão de resposta aleatória. Isso porque não é normal alguém ter conhecimento básico e avançado num mesmo tema, mas não ter um conhecimento médio. A TRI considera esses acertos, mas atribui uma pontuação mais baixa a eles.

Por tudo isso, é comum encontrar pessoas com o mesmo número de acertos e notas diferentes. A nota depende mais do padrão de resposta do que do número de questões acertadas.

As provas também não têm pontuação mínima e máxima, como se costuma pensar. Tudo é calculado de acordo com o desempenho dos candidatos daquela edição do Exame.

Por isso, o jargão “você é o seu maior concorrente” cabe muito bem quando estamos falando de ENEM.

Datas do Enem 2020

Pedidos de isenção da taxa: abril (provável) Inscrições: maio (provável)

Provas digitais: 11 e 18 de outubro de 2020

Provas tradicionais: 1º e 8 de novembro de 2020

Resultado: janeiro de 2021

Pessoal, trouxe aqui algumas informações a respeito do Exame Nacional do Ensino Médio.

Oriento vocês a começarem a estudar desde já!

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe seu comentário