fbpx

Largar o emprego ou não? Eis a questão!

Estudar e trabalhar

Trabalhar atrapalha a vida do concurseiro?

Olá, pessoal! Quem estuda para concurso sabe o quanto é grande a pressão para dar conta de todo o conteúdo. Por causa dessa rotina bem puxada é comum ouvir dos estudantes que talvez fosse melhor largar o emprego e dedicar-se somente aos estudos

Estudar e trabalhar não é algo fácil, sei disso. Mas com planejamento e organização dá para fazer tudo bem direitinho. O que posso adiantar é que a maioria dos concurseiros estuda e trabalha, pois precisam pagar as contas.  Vamos começar por eles, então.

1.Estudando e trabalhando

Estudar e trabalhar é a realidade da maioria dos concurseiros. A grande parte tem uma jornada de 44 horas semanais, restando as noites de segunda a sexta e o fim de semana. Como encaixar os estudos aí e como fazer dar certo?

Simples. Antes de mais nada você precisa ter a certeza de que é isso o que realmente você quer. E, principalmente, quais os motivos que sustentam a sua vontade. Que uma situação financeira melhor? Quer realizar o sonho de ser juiz? Quer mudar de vida porque a atual não está agradando? Enfim, certifique-se qual o seu propósito. Precisamos dele para que isso funcione.

Feito isso, é hora de se organizar. Se você passa o dia inteiro fora e só chega em casa lá para às sete da noite, você pode começar a estudar a partir das sete e meia. Seria o tempo de tomar um banho e jantar. Mas caso você necessite de uma cochilada para resetar seu cérebro, inicie os estudos às 20h.

De segunda a sexta você vai estudar das 20h às 23h. Todos os dias, até nos dias que você não estiver afim. Isso se chama disciplina. Com o tempo você vai se acostumar com a rotina a ponto de achar estranho o dia que você não estudar.

É importante manter a constância nos estudos para que esse processo funcione. Nos fins de semana, estude aos sábados por três horas também. Escolha um horário e cumpra-o religiosamente. Deixe os domingos livres para seu lazer ou para repor algum conteúdo que, por conta de algum imprevisto, você não conseguiu estudar durante a semana.

Estudar e trabalhar é possível para quem é concurseiro. Afinal, com um bom planejamento você consegue estudar e ser produtivo. A produtividade é o que vai te levar rapidamente ao patamar de se tornar um concurseiro competitivo. Saiba mais sobre o assunto clicando no botão abaixo:

Dessa forma, você consegue estudar e render nos estudos, sem precisar largar o emprego para isso. Comigo deu certo. Com o professor Rafael Barbosa também deu certo.

Porém, tem uma parcela dos concurseiros que podem e querem largar o emprego para focar totalmente nos estudos. Vamos falar um pouco sobre eles.

2.Estudando e estudando

A primeira coisa que tenho a dizer é: carga horária líquida não indicador de produtividade. Não vá largar o emprego pensando que você vai produzir oito horas líquidas estudando. Não se iluda.

Você tem um bom tempo disponível para o estudo, e isso é ótimo! Não é todo mundo que tem esse privilégio. Mas é preciso saber aproveitar todo esse tempo que você tem, a fim de otimizar o seu estudo.

Não é contando as horas disponíveis que você tem por dia que vai te fazer produtivo. Você precisa mensurar quantas páginas você consegue ler por dia, quantas questões consegue fazer, quantas questões você acerta, quantos assuntos do edital você conseguiu estudar em uma semana etc. Isso é medir a sua produtividade.

A partir disso você começa a bater as metas, a melhorar nos pontos fracos e a maximizar o número de acertos em questões.

Como você tem muito tempo livre, para que a sua rotina funcione, você vai precisar ter muito mais disciplina do que aquele concurseiro que estuda e trabalha. Afinal, você vai passar o dia em casa, rodeado por distrações (celular, Netflix etc.) e verbalizando a famosa frase “vou estudar mais tarde”.

O concurseiro vai, muitas vezes, procrastinando o que deve fazer por saber que tem tempo livre. E essa procrastinação é a vilã número um do estudante que “só” estuda.

Para que você vença essa inimiga cruel e ardilosa, vai ser necessário suar um pouco a camisa. Comece criando uma rotina rígida. Escolha um turno para estudar. Eu indico pela manhã, que é quando a mente está descansada.

Acorde cedo e inicie os estudos às sete da manhã e siga até uma da tarde. Seis horas por dia, todos os dias, inclusive aos sábados. Folgue aos domingos. No turno da tarde, procure fazer uma atividade física, isso vai fortalecer a sua saúde física e mental. Durma cedo para poder dar conta de tudo no dia seguinte.

Imagine a sua carga horária de estudo como se fosse de trabalho. Não se atrase, não falte e bata todas as metas do dia. Dessa forma, você vai conseguir driblar a procrastinação.

3. A aprovação chega para ambos

Estudando e trabalhando ou “só” estudando, aprovação vem para ambos. O que conta mesmo é a produtividade. Portanto, saia dessa angústia se larga ou não o emprego e comece a estudar.

A aprovação chega para aquele que se mantém focado, firme, seguindo o planejamento ponto a ponto.

Uns, inclusive, preferem estudar e trabalhar, pois só assim conseguem ter foco total na hora de estudar, tendo em vista que esses estudantes teriam apenas aquele horário para o estudo.

Outros, porém, preferem sair do trabalho para focar só nos estudos, pois, às vezes, têm um chefe muito implicante, ou estão infelizes na função que desempenham, outros sofrem assédio moral etc. Cada um sabe dos seus motivos.

Como disse, no fim, o que conta é a produtividade. A aprovação chega para aquele que estiver qualificando o estudo e não quantificando.

É importante ressaltar que o processo de aprovação é de médio a longo prazo, isto é, leva cerca de dois anos para você ficar competitivo.

Por isso, não se iluda que largando o emprego, dentro de seis meses depois, você vai ter passado em concurso. Não existe aprovação expressa. Isso leva organização e tempo. O importante é não desanimar, pois todo mundo que está estudando corretamente vai passar, é só uma questão de tempo. Pense sempre nisso.

Uma dica para quem só estuda é pensar de modo positivo pra não cair em depressão, pensar que é temporário, que não vai ser pra sempre, que vai valer a pena, mas sempre fazendo a sua parte, cumprindo a carga horária dos estudos.

Eu sei que o tempo vai passando e, quando a aprovação ainda não aconteceu, vai batendo uma angústia, uma incerteza de que escolheu o caminho certo etc. Fora, algumas vezes, a pressão dos pais; quando esses só pensam no dinheiro que estão gastando.

No entanto, você não pode se deixar abater, é preciso trabalhar a autoconfiança e seguir em frente, cumprindo toda a sua rotina. E lembre-se de, em momentos assim, que a sua aprovação vai chegar, é só questão de tempo.

Abraços,

Fernanda Barbosa.

Para receber dicas diárias do mundo dos concursos, siga o instagram do Método 4.2 e siga rumo a sua aprovação!

Clique no botão abaixo para entrar na lista de espera da família que mais cresce no Brasil!

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe seu comentário