fbpx

30% da aprovação depende da sua inteligência emocional

Inteligência emocional

Olá, pessoal! Você sabe o que é inteligência emocional?

Quem estuda para concursos sabe o quanto as emoções podem atrapalhar os estudos. No meio do processo é muito comum sentir frustração, raiva, medo ou qualquer outra emoção que pode causar prejuízo na hora de reter informação.

Por isso o concurseiro precisa saber controlar as emoções se quiser ter um estudo de qualidade. Mas como fazer isso? Simples. Basta Desenvolver a inteligência emocional.

E o que é inteligência emocional?

A inteligência emocional é um conceito da psicologia usado para designar a capacidade do ser humano de lidar com as emoções. Se você souber gerenciar as suas emoções, você vai conseguir uma melhora no seu processo de aprendizagem.

Isso porque o nosso processo de aprendizagem funciona de um modo em conjunto com a mente, o corpo e as emoções. Indo para a prática, se você está com raiva, você consegue estudar com qualidade?

Eu te dou a resposta: não. Seu corpo vai ficar tenso, sua mente vai ficar lembrando do momento da raiva e você não vai ter concentração suficiente para reter o conteúdo com qualidade.

Mas não fique preocupado, estou aqui para ajudar você durante o seu processo de aprovação. Pegue papel e caneta e anote estas 3 dicas maravilhosas para você aprender a controlar as suas emoções.

1. Observe o seu corpo

Fique atento em como o seu corpo reage a determinadas situações. Há pessoas, por exemplo, que tensionam os músculos quando sentem raiva e, consequentemente, sentem dor de cabeça e dor nas costas.

Quando o corpo é prejudicado por conta das emoções há perda na qualidade do aprendizado, pois fica difícil manter o foco com tanto músculo tensionado e com tantas dores.

Observe o seu corpo e tente descobrir qual foi a emoção que você sentiu para que ele se comportasse desse modo. Isso vai ajudar você a se autoconhecer e a aprender a evitar que seu corpo reaja de um modo negativo a uma determinada emoção.

2. Aprenda a lidar com a ansiedade e o estresse.

Sabemos que não é fácil lidar com emoções negativas, por isso que é importante conhecer o nosso corpo para começarmos a lidar com determinadas emoções. O estresse, por exemplo, é uma erva daninha na hora de estudar. Precisamos arrancá-lo para estudar com qualidade.

E com a ansiedade não é diferente, ela também atrapalha muito a nossa vida. Por isso é importante identificar em que momentos o estresse e a ansiedade aparecem na nossa vida para, com isso, traçar estratégias para saber lidar com eles.

As técnicas da respiração ajudam muito a aliviar a ansiedade, bem como o estresse. Quando perceber que você está ansioso e/ou estressado, inspire forte, como se estivesse cheirando uma flor, e expire forte como se estivesse soprando uma vela. Faça isso por uns cinco minutos e você vai notar uma melhora no seu corpo.

3. Respeite a si mesmo.

No seu processo de aprendizagem é muito importante saber quais são os seus limites e respeitá-los. Portanto, não exija tanto de você. Trace as suas metas dentro do limite até aonde você consegue ir, sem exagero de autocobrança, pois, senão, isso posse virar um gatilho para o estresse.

Isso também vale para você aprender a dizer não sem se sentir culpado por isso. É comum alguém de casa ou algum amigo e pedir algum favor na hora em que você está em casa estudando. Aprenda a dizer não no momento dos seus estudos. Explique que o seu estudo é a sua prioridade e que esse momento precisa ser respeitado.

Não faça algo que você não tem vontade só para desagradar alguém, diga não e respeite-se.

Com essas 3 dicas valiosas você vai conseguir dar o primeiro passo para gerenciar suas emoções na hora de estudar.

Lembre-se que você não está sozinho nessa!

Abraços,

Fernanda Barbosa.

Prepare-se com o time do Método 4.2!

Baixe nossas planilhas gratuitas e comece a estudar agora mesmo!

Se você tem interesse de ter um acompanhamento individual e personalizado, deixe seu nome na lista de espera e faça parte do programa coaching!

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe seu comentário