fbpx

Concurso SEFAZ – ES

Foto: freepik.com

Fala galerinha! Tudo bem com vocês? Alguém empolgado com as boas novas sobre o concurso de Auditor Fiscal da SEFAZ ES? Isso mesmo, não estou brincando não.

De acordo com o governador do estado do Espírito Santo, Renato Casagrande, teremos sim o concurso de Auditor Fiscal da SEFAZ ES no segundo semestre de 2020 ou 2021. Veja abaixo a fala do governador:

Já autorizei a Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ) a disparar o processo. Já começou a tramitar e segue tramitando internamente. Devemos disparar o edital este ano”, disse Casagrande ao jornal capixaba A Tribuna.

Vamos ver abaixo algumas informações importantes a respeito desse certame.

  • Status:  previsto no PLOA 2020 e no PPA 2020 a 2023.
  • Vagas: 50
  • Cargos: Auditor Fiscal da Receita Estadual
  • Remuneração: inicial de R$ 12.069,75 e exigência de formação em nível superior em qualquer área de formação.

Vejamos abaixo mais algumas informações sobre a remuneração desse cargo:

De acordo com o Portal da Transparência do Espírito Santo, a remuneração inicial para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual é de R$ 12.069,75 no primeiro nível/classe, podendo chegar a R$ 22.963,67:

  • AFRE:
    • Inicial – R$ 12.069,75
    • Final – R$ 17.288,66
  • AFRE I:
    • Inicial – R$ 13.880,21
    • Final – R$ 19.881,96
  • AFRE II:
    • Inicial – R$ 15.268,24
    • Final – R$ 21.870,16
  • AFRE III:
    • Inicial – R$ 16.031,64
    • Final – R$ 22.963,67

Cargos vagos:

Segundo informações obtidas do e-sic da Sefaz ES, com referência em janeiro de 2020, existem 287 cargos vagos, sendo 272 para Auditor e 15 para Consultor do Tesouro Estadual.

Último concurso:

O último certame aconteceu em 2013 para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual ofertando 16 vagas. A banca organizadora foi a Cespe/Cebraspe e contou com 2.691 candidatos inscritos, sendo que teve uma concorrência de aproximadamente 168 candidatos por vaga.

Etapas do concurso

A seleção do concurso Sefaz ES teve quatro etapas, sendo elas:

  • (P1) – Prova Objetiva: Conhecimentos Básicos (eliminatório e classificatório)
  • (P2) – Prova Objetiva: Conhecimentos Específicos (eliminatório e classificatório)
  • (P3) – Prova Discursiva (classificatório)
  • (P4) – Prova de Títulos (classificatório)

As provas objetivas tiveram a duração de 5 horas e a prova discursiva teve  duração de 3 horas e 30 minutos. As questões das provas objetivas foram do tipo múltipla escolha, com cinco opções (A, B, C, D e E), sendo uma única resposta correta.

Disciplinas cobradas:

Conhecimentos Básicos

  • Português;
  • Inglês;
  • Atualidades;
  • Matemática Financeira;
  • Estatística;
  • Raciocínio Lógico;
  • Noções de Direito Administrativo;
  • Direito Penal;
  • Noções de Direito Internacional;
  • Noções de Direito Civil;
  • Conhecimentos de Informática.

Conhecimentos Específicos

  • Direito Tributário;
  • Direito Constitucional;
  • Legislação Tributária;
  • Contabilidade Geral e Avançada;
  • Contabilidade de Custos.

 

Avaliação de Títulos 

A avaliação de títulos valeu 10,00 pontos, mesmo que a soma dos valores dos títulos apresentados fosse superior a esse valor. Somente foram aceitos os títulos abaixo relacionados, expedidos até a data da entrega, observados os limites de pontos estabelecidos no quadro a seguir:

A) Diploma de curso de pós-graduação em nível de doutorado (título de doutor) em áreas correspondentes aos conhecimentos específicos ou em Auditoria Fiscal. Também será aceito certificado/declaração de conclusão de curso de Doutorado, desde que acompanhado de histórico escolar em áreas correspondentes aos conhecimentos específicos

  • valor cada e máximo: 5,00

B) Diploma de curso de pós-graduação em nível de mestrado (título de mestre) em áreas correspondentes aos conhecimentos específicos ou em Auditoria Fiscal. Também será aceito certificado/declaração de conclusão de curso de Mestrado, desde que acompanhado de histórico escolar em áreas correspondentes aos conhecimentos específicos ou em Auditoria Fiscal.

  • valor cada e máximo: 2,50

C) Certificado de curso de pós-graduação em nível de especialização em áreas correspondentes aos conhecimentos específicos ou em Auditoria fiscal, com carga horária mínima de 360 h/a. Também será aceita a declaração de conclusão de pós-graduação em nível de especialização, desde que acompanhada de histórico escolar em áreas correspondentes aos conhecimentos específicos ou em Auditoria Fiscal

  • valor cada: 1,25
  • valor máximo: 2,50

Bom, essas seriam as informações para esse concurso.

Não perca tempo. Comece a estudar hoje mesmo!

Conheça o Método 4.2 de Revisão e baixe já uma das Planilhas Gratuitas que preparei pra você.

Gostou do texto? Siga-me também no Instagram e receba dicas e postagens diárias.

Abraços,

Rafael Barbosa.

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkdin
Share on pinterest
Pinterest

Deixe seu comentário